miko @ 18:34

Qua, 01/10/08

Isto de levantar o cu da cama às 6.00 da manhã não dá com nada, sobretudo porque ainda nem o sol se levantou e eu já tenho de estar no autocarro, no primeiro, para ir para a faculdade. Quando chego à estação dos comboios reparo que são todos mecanizados RUN AWAY, WE ARE UNDER CONTROL. É que não há pessoas! Só um bando de seres que correm dum lado para o outro ora porque o comboio vai partir, ora porque o autocarro não espera, ora porque só há um táxi e 10 pessoas para o apanhar... Sei lá, só sei que meto os phones nos ouvidinhos e aí vou eu. "We are sorrounded by lifless hearts" já diz a música dos meus xuxus Before The Thorn.
Enfim não me vou alongar, a ideia está dada. Eis o meu novo cenário diurno, ou nocturno. Sim, porque EU VEJO O SOL NASCER NUMA ESTAÇÃO DE COMBOIOS.

 

Outra coizeeee, ontem foi o Rally Tascas, o famoso rally em que o belo do caloiro acaba a noite a cantar o fado no comboio. Vá também não exageremos, eu por acaso não fiquei bêbeda, isto porque apenas me restringi àquilo que me davam e não andava feita "boss" a beber os canecos dos outros. Uma gaja tem que conhecer o seu limite e parar quando achar que já está no ponto. Não é armar-se em campioue e emborcar à maluca e acabar no estado em que a "COISA" acabou. Enfim, fiquei contente, alegre e bem-disposta e isso não tem mal nenhum não é berdade?


sinto-me: cansada
música: aquela musica bue da fixe


miko @ 14:08

Seg, 05/05/08

Hoje o dia foi uma merda sabem? A única coisa que me tirou dali foi um livro que comecei a ler na quarta feira; mas também não durou muito porque o acabei na aula de sociologia (sim, é o que eu faço para tornar aquelas aulas "úteis"). As aulas foram uma merda, as pessoas uma merda são. Desculpem estar a ser tão ordinária mas é assim que me sinto, vulgar. O tempo ia a meio, parecia que o ponteiro do relógio não avançava. Não via a hora de sair dali.

Não sei se é impressão minha ou capricho, mas se fosse um peixe, sentia-me sufocar sem o oceano. Se calhar ainda bem que me sinto assim. Por outro lado sinto que vivo num aquário minúsculo, onde todos sabem a vida uns dos outros.Ah, e opinam sobre ela também! Hoje passei por isso, outra vez. Por favor! Porra, começa a ser demais! Cada episódio tem um efeito negativo acrescido. Começo-me a passar com esta podridão que me rodeia.

São todos tão queridos, tão fofos, tão bonitos, tão perfeitos e tão....igualmente mortos! Adoptam aquela atitude do amigo porreiro e depois, duas horas passaram desde que contámos aquele episódio do fim de semana e a nossa vida e a nossa pessoa já são tema de mesa de café.Fodasse! Isto não me devia afectar, não senhor, mas na verdade estava capaz de explodir.É nestes dias que me apetece disparar em todas as direcções e não deixar sobreviventes. Mas para quê? Para limpar o fígado, como ela diz. Tem razão, mas para quê? Eu não sou mesquinha, tou-me a cagar! Daqui a uns meses não vos ponho a vista em cima e depois, depois sou só eu e copos, depois sou só eu, tu e copos!

E quanto a vocês meus xuxus?! Só espero que um dia mordam a língua. Tenho pena, muita pena. Mas cada um tem aquilo que merece, e eu tenho tudo, vocês têm o vosso umbigo, o vosso veneno e a vossa abertura de pernas. Boa sorte para a vidinha que vos espera!


sinto-me: agoniada
música: Otep - Confrontation
conteúdo explícito: , , , , , , ,

miko's

 

Porque não tenho de estar sempre bonita, jeitosa, radiante e sorridente.
Não tenho jeito para essas coisas!

 

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


subscrever feeds
blogs SAPO