miko @ 15:52

Sex, 16/01/09

Em sequência de um post muito antigo.

 

 

foto: The dresden dolls

 

Se pudesse estalava os dedos, mudava o mundo e juntava-me a ti numa dança eterna. Mas, não posso. Não posso mudar o mundo. O mundo não se muda. Pelo menos, eu não acredito. Por isso, vamos esquecê-lo. Mas, meu amor, dançemos para sempre, juntos.

 

Hold me close and hold me fast
The magic spell you cast
This is la vie en rose

When you kiss me heaven sighs
And though I close my eyes
I see La vie en rose

When you press me to your heart
I´m in a world apart
A world where roses bloom
And when you speak, angels sing from above
Everyday words seem to turn into love songs
Give your heart and soul to me
And life will always be La vie en rose

 


conteúdo explícito: , , , , , , ,


miko @ 12:31

Qui, 03/07/08

 

 Está na hora não? Está na hora de te juntares a mim, de nos juntarmos os dois, finalmente. Está na hora de sermos aquilo que nunca conseguimos ser. É tempo de realizar o sonho. É tempo de concretizar o que nunca se concretizou. Está na hora da união definitiva, sinto que não posso esperar mais. E se o tempo acaba? E se o tempo se esgota? Está na altura, está na hora. Chegou o tempo que nunca chegava, o tempo que eu esperava. Está na hora meu amor, está na hora. Tenho a certeza de que está.

És tu, é contigo. Vamos deixar a distância de parte. Vamos rasgar os mundos que nos separam mas que ao mesmo tempo nos juntaram. Vamos deixar de fazer parte de papéis diferentes, separados. Vamos juntar as nossas telas num único retrato.

Para quê existir dois lados quando podemos estar juntos num só?

Ou não podemos?

Porquê?

Mas está na hora meu amor.

Já é suficiente aquilo que passou, que passámos, não temos que passar por mais. Tocam as horas certas. É certo.

És tu, é contigo.

Eu sei.

Tu sabes.

Ambos sabemos.


Ainda falta algum tempo...

 

Um telefonema acabado em lágrimas deixa-me assim... Nem sabes o quanto te amo!


sinto-me: com saudades tuas
conteúdo explícito: , , , , , , , ,


miko @ 21:17

Seg, 30/06/08

O mundo estava assim meio virado de pernas para o ar, uma confusão por todos os lados, discussões a rebentar a qualquer omento que, moi je, decidiu tirar uns dias desta terra e ir para a inbicta. Achava eu que fugindo da confusão iria safar-me dela.AHAHAH, ya, enganei-me. Nem nos braços do meu apêndice me deixam estar dass. O telele não parou com mensagens e telefonemas sobre um suposto "jantar" de paz e amor com aquele meu amigo que é um deus e a sua namorada macaquinha. Pois bem, parece que o sôr Adonis anda muito triste sem os amigos (pudera cagou para eles faz já algum tempinho que agora também ja cagamos para ele) e então a quiduxa resolveu fazer um jantar e convidar toda a gente para uma noite de cinismo e risinhos e "AH SOMOS TODOS TÃO AMIGOS!". E eu cortei-me!

AH não tenho paxorra para certas coisas, então andou tudo de volta do meu número de telemóvel para me tentar convencer a ir. NÃO VOU, NÃO VOU, NÃO VOU. Fogo, nem no único sítio onde enterro a cabeça para descansar me deixam em paz...

Fora isto, fora isto posso dizer que soube a pouco. Sim, cada vez temos mais incógnitas e pontos de inerrogação e perguntas retóricas sobre o nosso futuro. Eu em Lisboa, ele no Porto, faculdade à porta, é preciso trabalhar para juntar uns aérios, enfim, estamos fudidos bá. Mas,a nossa inocência diz-nos que vamos ficar juntos e vamos aguentar. Porra, dia 26 fizemos 1 ANO E MEIO CUARAGO!!!

Havia, e tanta gente que não acredita, e isso que interessa? Sou feliz assim, tenho a coisa mais preciosa do mundo. Fazes-me ficar lamechas e eu não quero saber =)

Ontem adormeci agarrada a ti, na tua cama a chorar baixinho. Não demorou muito para que desses conta e me apertasses com força. Fizeste-me sentir pequenina.

Às vezes gostava que aquele mundo de confusões e discussões e mais coisas acabadas em ões deixasse de existir para ficarmos só nós os dois, agarrados um ao outro no escuro do teu quarto a olhar as estrelas que imaginamos no tecto.

Agora que voltei, só tenho vontade de voltar para lá...

Imagem de baixo: Eu e ele


sinto-me: desanimada


miko @ 21:37

Ter, 24/06/08

Minha gente, o mundo aqui gira muito rápido e o meu organismo não dá para estas coisas. Antes que enjoe vou mas é tirar uns dias desta gente, deste sítio a que chamo casa, desta área toda repleta de criaturas que quando me vê os olhos parece que lhes saltam das órbitas. Agarro na minha malinha vermelha (por acaso é, não é só da fotografia) e faço-me à estrada. Ou à linha de comboio... O meu próximo destino é o meu refúgio: os teus braços, a tua cama, o teu mundo. Até segunda meus caros! Bou para a inbicta, se me virem por lá assobiem. Beijinhos


sinto-me: pronta para ir
música: Republica - ready to go
conteúdo explícito: , , , , , ,


miko @ 20:55

Qua, 11/06/08

Na paragem do autocarro todos olham para mim, só porque tenho o cabelo de cor diferente, rapado de um dos lados...Até nem estava vestida de forma "descontextualizada" como costumo andar, leggins pretas e túnica roxa, sapatos com padrão de leopardo cor de rosa. Estava até bastante "apresentável" porque ia jantar a casa da "fi" e não queria chocar os pais dela, apesar de saber que eles são todos "atirados", tento sempre ir o mais simples possível. Mas, pelos vistos não estava assim de forma tão simplista quanto julgava. Olhavam-me de alto abaixo, não havia ninguém que olhasse para mim e não fizesse comentários ao meu cabelo, à minha roupa ou aos meus sapatos. Até houve uma altura em que pensei que se passava alguma coisa sei lá, uma mama de fora talvez, uma pastilha colada no cabelo, mas não, nada. Confesso que aqueles burburinhos e aqueles olhares me faziam comichão, e eu que normalmente não ligo nada a essas coisas, tou-me bem a cagar para aquilo que pensam de mim. O cúmulo foi quando passou um carro e de lá de dentro gritaram qualquer coisa como "Estás um pouco estranha não achas?" Claro que a minha reacção foi uma enorme caralhada para aquele filho dum corno, o que contribuiu ainda mais para a minha (im)popularidade na paragem.

Agora a sério, o que é que acham que é mais aberrante, eu que não consigo ir para um concerto dos clã sem ser axincalhada à força toda só porque me apeteceu pintar um bocado de cabelo e rapar o outro, ou os filhos da puta que fazem com que imagens destas existam em pleno séc. XXI?

 

 

 

 

 

 

 

 

RESPONDAM


sinto-me: inconformada
música: Korn-Freak on a Leash
conteúdo explícito: , , , , ,


miko @ 17:26

Dom, 25/05/08

Por mais vezes que venhas,

Por mais vezes que vás,

Cada beijo, cada abraço,

Cada toque e cada palavra

Ficará sempre comigo.

 

 

Ver-te chegar faz-me sorrir,

Brilhar.

Ver-te chegar faz-me sonhar.

Sonhar com o nosso amor,

com as nossas guerras,

com a nossa paz,

com o nosso mundo.

Ver-te chegar faz-me abrir uma porta.

Ver-te chegar faz-me abrir o coração.

 

 

Ter-te comigo é a melhor coisa do mundo.

Ter-te comigo na minha cama,

nos meus lençóis, na minha almofada é ainda melhor.

Ter-te a dormir ao meu lado é um sonho que se realiza quando vens.

 

 

Ver-te partir acaba com tudo isto.

 

 

 

 

Na realidade sim, mas o que me impede de imaginar? Afinal, por mais vezes que venhas e por mais vezes que vás, cada beijo, cada abraço, cada toque e cada palavra ficará sempre comigo.


sinto-me: sozinha
música: From Autumn to Ashes - Autumns Monologue
conteúdo explícito: , , , , , ,


miko @ 17:19

Ter, 13/05/08

Hoje falo daquela gentinha que vejo todos os dias (porque sou obrigada, não porque goste obviamente!), que acha que tem o rei na barriga.

Enfim nasceram com o cu virado para a lua e acham-se no direito de fazer merda a toda a hora. Sinceramente, i don't get it! Hoje apetece-me ser uma cabra e vir aqui falar mal, ser como elas, estão a ver? Não é que eu tenha alguma coisa contra o facto de elas viverem na superficialidade, não terem um polegar de testa (isso mesmo um polegar!), de não saberem dizer uma frase sem ser uma crítica, um palavrão, ou um elogio daqueles que ninguém quer ouvir. Ok, se calhar até tenho. E? Cada um tem direito a expresssar a sua opinião, e já que eu não gosto de fazer fofoquices por aqui e por ali despejo para aqui as minhas toxinas. Uma gaja não pode fazer retenção destas coisas senão acaba frustrada com a vida, ou acaba por se deixar influenciar por quela mediocridade de gente. Estou preocupada com o mundo. Estou preocupada com o que vai ser dos amigos dos meus filhos, sinceramente estou. Não o posso deixar ser contaminado por aquelas bactérias, mortais, podres de tudo e mais alguma coisa. Eu sei que ainda faltam uns bons aninhos mas porra, eu penso no futuro. A mim não me preocupa se me vão atirar mais uma vez para o caixote do lixo, preocupa-me se o mundo for o caixote do lixo e nós andamos todos lá metidos e não há ninguém que comece a reciclar os valores que regem esta sociedade em que vivemos!


sinto-me: enojada
conteúdo explícito: , , , , , , , , , ,


miko @ 14:13

Qua, 07/05/08

 

foto: The dresden dolls
Havemos de ser eternos amantes
Mesmo que o mundo não queira vamos ter um lugar só nosso.

 

-Vou dormir.

-Já?

-Sim, estou cheia de sono.

-Entras no meu?

-No teu quê?

-No meu sono.

-Não queres vir tu para o meu?

-Não, vem tu para aqui.

-Está bem, deixa-me entrar então. Chega-te para lá.

-Já está?

-Sim.Deixa que me enrole a ti.

 

O mundo está errado e nós estamos certos.

O mundo está certo e nós estamos errados.

Não sei.

Só sei que nós e o mundo não nos damos.

Só sei que eu e tu somos o mundo.

E é tão bom que assim seja.


sinto-me: num mundo só meu e teu
música: The dresden dolls-the perfect fit
conteúdo explícito: , , , , , ,


miko @ 14:08

Seg, 05/05/08

Hoje o dia foi uma merda sabem? A única coisa que me tirou dali foi um livro que comecei a ler na quarta feira; mas também não durou muito porque o acabei na aula de sociologia (sim, é o que eu faço para tornar aquelas aulas "úteis"). As aulas foram uma merda, as pessoas uma merda são. Desculpem estar a ser tão ordinária mas é assim que me sinto, vulgar. O tempo ia a meio, parecia que o ponteiro do relógio não avançava. Não via a hora de sair dali.

Não sei se é impressão minha ou capricho, mas se fosse um peixe, sentia-me sufocar sem o oceano. Se calhar ainda bem que me sinto assim. Por outro lado sinto que vivo num aquário minúsculo, onde todos sabem a vida uns dos outros.Ah, e opinam sobre ela também! Hoje passei por isso, outra vez. Por favor! Porra, começa a ser demais! Cada episódio tem um efeito negativo acrescido. Começo-me a passar com esta podridão que me rodeia.

São todos tão queridos, tão fofos, tão bonitos, tão perfeitos e tão....igualmente mortos! Adoptam aquela atitude do amigo porreiro e depois, duas horas passaram desde que contámos aquele episódio do fim de semana e a nossa vida e a nossa pessoa já são tema de mesa de café.Fodasse! Isto não me devia afectar, não senhor, mas na verdade estava capaz de explodir.É nestes dias que me apetece disparar em todas as direcções e não deixar sobreviventes. Mas para quê? Para limpar o fígado, como ela diz. Tem razão, mas para quê? Eu não sou mesquinha, tou-me a cagar! Daqui a uns meses não vos ponho a vista em cima e depois, depois sou só eu e copos, depois sou só eu, tu e copos!

E quanto a vocês meus xuxus?! Só espero que um dia mordam a língua. Tenho pena, muita pena. Mas cada um tem aquilo que merece, e eu tenho tudo, vocês têm o vosso umbigo, o vosso veneno e a vossa abertura de pernas. Boa sorte para a vidinha que vos espera!


sinto-me: agoniada
música: Otep - Confrontation
conteúdo explícito: , , , , , , ,


miko @ 15:55

Qui, 01/05/08

Hoje é só daqueles dias.

Daqueles dias em que suspiro pelos teus braços, daqueles dias em que a minha língua fica estagnada, húmida, à espera da tua. Hoje é daqueles dias em que os 300km que nos separam parecem uma eternidade. O meu corpo treme por não ter o teu a meu lado, os meus olhos não têm um sítio para se fixar, as minhas mãos estão inquietas porque tu costumas estar sempre a agarrá-las. Hoje é daqueles dias em que nada mais existe. O mundo é demasiado grande para nós, não faz sentido. A minha cama está vazia, os meus lençóis não cheiram a ti, as roupas não estão espalhadas pelo chão do quarto, as paredes não ouvem os nossos gemidos há tanto tempo...

Como te sentes sem mim?Eu sinto-me assim.


sinto-me: sem motivos para sorrir
música: The Cranberries-Linger
conteúdo explícito: , , , , ,

miko's

 

Porque não tenho de estar sempre bonita, jeitosa, radiante e sorridente.
Não tenho jeito para essas coisas!

 

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


subscrever feeds
blogs SAPO