miko @ 19:45

Qua, 09/09/09

Cheguei ontem e hoje já tive um dia do caraças.

Amanhã vai ser igual porque vou para a faculdade e só venho de lá às 20.30.

Sexta...Huummmm...Sexta há que ir às compras por causa da faculdade (e não só).

Sábado - Actuação da maravilhosa Magna Tuna.

Domingo, andar num corropio geral porque...........................

 

As aulas começam SEGUNDA????????????




miko @ 15:00

Qua, 11/03/09

Se há coisa em que eu sou boa, e isto eu admito, é a observar quem passa. Num autocarro, numa paragem, na estação, ou simplesmente na rua. E há uma coisa que reparo, é que desde segunda-feira os transportes públicos andam impossíveis! Não sei se é do Sol e dá mais jeito ir de autocarro para todo o lado, não sei mesmo, mas a verdade é que desde Segunda-feira houve uma enchente nos transportes públicos e, eu que vinha sempre confortável e à vontade no autocarro, agora vou tipo lata de sardinhas. saio duma para me meter noutra. E parece que as pessoas insistem em ir a cheirar o sovaquinho umas das outras, e insistem também em não tomar banho, e depois com o sol aquilo frita e liberta odores indesejáveis. Alguém me compreende? Alguém passa por isto também todos os dias? Não estou a exagerar, há gajos e gajas que se lhes espremermos o cabelo conseguimos fritar batatas.

Outra coisa engraçada é a diversidade de pessoas que apanhamos em transportes: as velhotas, os imigrantes, os nerds (com óculos, aparelho, borbulhas e buço), as patricinhas (todas loiras, vestidas de igual by berska ou zara), e aqueles gajos que têm a mania que são gangsters mas que cheiram a refugado e quando abrem a boca há logo um acidente. Há também aquelas creches/escolas primárias que decidem levar os putos para um sítio qualquer mas em vez de alugarem um autocarro não, metem os putos todos no autocarro público, sempre é mais seguro. Por último também temos aqueles grupos com 30 turistas holandeses que decidem ir correr para Monsanto e por isso vão todos juntos, apertadinhos no autocarro, a cheirar o sovaco e a colarem-se às pessoas. E pronto, era só para partilhar convosco estas experiências. Se também as tiverem, força! Mandem para aí que é sempre bom debater estas questões filosóficas.




miko @ 20:01

Sab, 15/11/08

Não sei porquê, que mal fiz eu, mas ultimamente tenho sido vítima de violência. Isto porque:
Descobri que as pandeiretas são um instrumento extremamente violento, transformam as nossas pernas em nódoas negras gigantes e dão cabo da cabeça do fémur.
Para quem conhece Lisboa sabe que subir a calçada da Boa-Hora tem qualquer coisa de violento, ainda por cima se for de manhã e o ar vos cortar os pulmões e não conseguirem respirar.
Acho que ter a faculdade durante a semana, acordar todos os dias às 6h da manhã, mais ter de acordar às 7.30 aos fins-de-semana para ter de ir para o curso de Monitores vai resultar numa grande desorganização (violenta) na minha vida.

O que não é nada violento são os vossos comentários que, por acaso, são bem simpáticos, pelo menos têm sido ainda não me apareceu nenhum Nuno Maia outra vez, o que estou a tranhar. De qualquer das maneiras viso aqui que vou TENTAR responder a todos e visitar aqueles que deixaram o endereço. o TENTAR é mesmo TENTAR porque como já se devem ter apercebido, a minha vida está um caos virado do avesso e de pernas para o ar. Gabo-vos a paxorra sinceramente! Ihihih

Já agora, em resposta à pergunta da Helena, estou a tirar Serviço Social.

Toodles


sinto-me: arrasada
conteúdo explícito: , , , , ,


miko @ 17:54

Seg, 10/11/08

Oh pá estou mesmo frustrada da vida. Eu sei que vou ter que lidar com pessoas, mais provavelmente, velhos. Sei que tenho de ser boa menina, bem educada e aquelas merdices todas. Pá ya, até aqui tudo bem, mas quando me faltam ao respeito, pá AAAIIIIIIIII FUJAM DA FRENTE!!

Então não é que ia eu muito bem no autocarrozinho em Lisboa, mais precisamente em Santos ou Alcântara já não sei bem, eu e a destrambelhada da R, as duas parvas muito sossegadinhas, quando de repente começamos a ouvir:
"OH MENINA OH MENINA"
Mas isto aos altos berros no autocarro. Feitas parvas olhámos as duas a ver o que se passava e era uma velha a olhar para nós, para MIM mais precisamente.
"OH menina feche lá a porra da janela que isto aqui não é a praia! Tá com calor vá pra a praia não vem pra o autocarro, isto na tá calor pra andar aí de janela aberta!Isto realmente, tão aqui com falta dar vai isto tudo aberto blablablablablabla..." E gritou pra lá uma data de merdas que eu não percebi.

OLHA O CARALHO MAS EU TENHO QUE LEVAR COM ISTO?

Claro que ficou toda a gente parva a olhar para mim e eu com cara de estúpida ainda respondi.
"Ah a senhora tá simpática hoje an?" E fechei a janela.

E o raio da velha ainda foi a refilar o resto do caminho, ela para um lado e eu para o outro. Mas custa alguma coisa ser bem educada? Fogo "Vá mas é chatear o Camões!"

 

P.s - A pedido da M. aqui está a foto das minhas argolas.

 

P.s2 - Não, eu não me esqueço de relatar o fim de semana surpresa que o Apêndice me fez.


sinto-me: raio da velha


miko @ 21:28

Qui, 06/11/08

Ontem o prof de Antropologia baldou-se à aula. Às vezes há que variar, um dia baldo-me eu, outro dia balda-se ele e no fim ficamos felizes. Mas isso não interessa, interessa o que fizemos para aproveitar o tempo. Vai daí que maria miko, ma personne e mais o gang das desvairadas decidiram apanhar o primeiro autocarro que passasse, para um sítio qualquer. Por sorte não fomos parar a nenhum bairro manhoso de Lisboa, antes pelo contrário, saímos no Terreiro do Paço. Quando dei por mim tinha comprado umas argolas de 8mm, tinha deixado que me fumassem o último cigarro e estava à espera que elas se despachassem duma fila interminável para castanhas à pala powered by vodafone.
As argolas são qualquer coisa, sobretudo porque se dantes já olhavam para mim de lado, agora então nem se fala. E eu confesso que gosto, pronto. Gosto de chocar as pessoas, mas não o faço por isso. Aliás penso que na época em que vivemos isso nem deveria acontecer. A mãezinha lá se lamentou da vida quando me viu chegar a casa, mas já se conformou que não há nada a fazer. O paizinho vai-se conformando, que remédio!
Chegada a hora de jantar, ma personne enfiou uma batata frita na boca e quando deu por ela, faltava-lhe um bocado de um dente. Fiquei em pânico! Não vou ao dentista desde que ele me rasgou literalmente a bochecha com uma puta de uma anestesia e agora vou ter que sentar o cú naquela merda daquela cadeira assustadora. Desculpem lá mas aquilo faz-me sentir como se estivesse num filme de terror prestes a ser torturada.
Consulta marcada para 2ª Feira às 16.30.


sinto-me: huumm
conteúdo explícito: , , , , , , ,


miko @ 20:30

Dom, 24/08/08

Ora portanto é para informar que o apêncide já não se encontra em terras lisboetas e que a vida de doméstica está quase quase a terminar. Os papás chegam amanhã afinal, supostamente vinham no fim do mês e eu teria que ficar cá até eles voltarem mas, mudança de planos. Agora eu e o apêndice estamos longe um do outro, talvez até quinta ou sexta feira, sim eu vou passar uns diazinhos ao PUORTO, acenem se me virem!

Novidades não há muitas: o tempo esteve uma bosta para a praia, o que tramou a nossa vida. Tivemos que dar corda à imaginação e inventar programas. Já andaram pela Quinta da Regaleira?É simplesmente encantador. Não se fez grande coisa, tirando as noitadas a ver os Jogos Olímpicos ou jantares cá em casa com os amigos e duas garrafas de Gazela, uma de Casal Garcia e um caril de frango assinhe memo boum! Deu para aperfeiçoar os dotes culinários, coitadinho o apêndice deve ter ido daqui mesmo feliz por não ter de comer mais as coisas que eu fazia.

Ah, um pormenor interessante, ainda não me pesei, mas não preciso, a imagem fala por si e, estou gorda que nem um pote! Assim que vier do Porto volto à carga no ginásio. A carta também é uma coisa que ficou pendente, depois de chumbar na primeira avaliação estou com cagufa de repetir. Enfim meus moços e moças só para dizer que je voltou à cena yô.


sinto-me: caseira
conteúdo explícito: , , , , , ,


miko @ 18:51

Seg, 02/06/08

Foi fodido!

 

6ª feira a Amy deu cabo de mim, in a good sense. Ela pode ser tudo aquilo que dizem, sim é verdade essas características um tanto ou pouco "mamadexes" ninguém lhas tira, mas a verdade e desculpem meus caros, ELA É UMA DIVA! Ou senão não teria ganho a enxorrada de gramy's que ganhou. E digo e repito, voltaria a vê-la sem dúvida nenhuma!
Outros pontos: sábado a minha querida sis lembrou-se de me convidar para dormida em casa dela, visto que planeavamos ir a uma festa de arromba no iscsp, a minha futura faculdade YEHE, mas, acabamos por parar numa noite de tunas aqui perto.
A acrescentar: ontem o jantar foi no japanese, visto que o meu querido (chamemos-lhe assim) precisava dos amigos porque a pinup dele tinha pedido um tempo e ele estava o que se pode dizer na fossa.
Conclusão: saídas 3 noites seguidas, chegadas às 4h, 3, e 2h da manhã com aulas a começar hoje às 8h, o que se acabou por reflectir numa bela soneca na aula de Português. AH e à tardinha parei por Belém mais a Escola do meu moço que veio do Porto para ver...Arte. Estou por isso sem paciência para o que quer que seja, apetece-me relaxar de forma sensual. =)

sinto-me: com vontade de relaxar
música: Nancy Sinatra-these boots are made for alking
conteúdo explícito: , , , , ,


miko @ 15:55

Qui, 01/05/08

Hoje é só daqueles dias.

Daqueles dias em que suspiro pelos teus braços, daqueles dias em que a minha língua fica estagnada, húmida, à espera da tua. Hoje é daqueles dias em que os 300km que nos separam parecem uma eternidade. O meu corpo treme por não ter o teu a meu lado, os meus olhos não têm um sítio para se fixar, as minhas mãos estão inquietas porque tu costumas estar sempre a agarrá-las. Hoje é daqueles dias em que nada mais existe. O mundo é demasiado grande para nós, não faz sentido. A minha cama está vazia, os meus lençóis não cheiram a ti, as roupas não estão espalhadas pelo chão do quarto, as paredes não ouvem os nossos gemidos há tanto tempo...

Como te sentes sem mim?Eu sinto-me assim.


sinto-me: sem motivos para sorrir
música: The Cranberries-Linger
conteúdo explícito: , , , , ,

miko's

 

Porque não tenho de estar sempre bonita, jeitosa, radiante e sorridente.
Não tenho jeito para essas coisas!

 

miko & apêndice
Daisypath Anniversary Years Ticker
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30



myspace web counter
Help!
Save Miguel

subscrever feeds
blogs SAPO