miko @ 17:59

Sab, 14/06/08

"Ela chegou a minha casa no seu vestido vermelho, perfeito. Todo o seu corpo acentuado, as curvas da sua cintura, as suas pernas esbeltas, os gémeos acentuados pelos grandes saltos pretos que trazia. O decote, o decote era uma tentação, não havia quem olhasse para ela e não reparasse no decote. Vinha triste. Podia ver os seus olhos brilhantes, porém, não chorava. Não, era forte demais para isso. Intriguei-me sobre o que faria ela sozinha na rua àquela hora da noite, mas não fiz perguntas.

Entrámos para o quarto, tinha feito chá e sabia que ela gostava por isso ofereci-lhe. Depois de longos minutos em silêncio disse-me que tinha acabado com o namorado, e uma lágrima desceu pela sua face. Abracei-a, cheirava bem como sempre, adorava o seu cheiro. Coloquei uma mão sobre o seu rosto, a outra sobre o joelho despido. a sua pele era macia. O seu olhar fixou-se em mim. Não conseguia perceber como alguém tão belo, tão perfeito estava ali, ao meu lado, a chorar. Isso fazia dela ainda mais perfeita. Não deixei que a segunda lágrima caisse, aproximei-me dela e sem dar por isso os meus lábios tocaram os seus. Eram doces e quentes, tão suaves. As nossas línguas abraçaram-se e dançaram nas nossas bocas húmidas. Depressa sentimos aquele desejo. Com a mão que pousava sobre o joelho, subi-lhe o vestido. Queria tê-la, mas ela antecipou-se. Despiu-me enquanto me beijava loucamente. Eu deixava as mãos dela percorrerem-me o corpo, a saliva dela escorrer pelo meu queixo. 
Tirei-lhe o vestido e deitei-me em cima dela, percorri cada centímetro do seu corpo. Lambi cada milímetro do seu corpo. O peito arrepiado, a barriga, mordisquei-a até chegar àquele sítio, aquele sítio perfeite, quente e húmido, aquele sítio delicioso. Ela gemia tanto, eu gemia tanto enquanto sentia com os meus dedos o seu prazer, o seu desejo. Queria que ela gozasse comigo. Queria partilhar com ela esse momento..."

Mas, depois acordei e ela não estava ali...


música: Peggy Lee - Fever
sinto-me: com desejos
conteúdo explícito: , , , ,


miko @ 15:57

Sab, 03/05/08

Sexy lingerie, desejos ardentes, que fazer? Hoje não me apetece cumprir regras, não me apetece ser uma menina bem comportada, não tenho essa vontade. O dia não me correu bem e por isso agora quem manda sou eu. Não tenho que ouvir mais vez nenhuma que A é branco e C é preto. Hoje apetece-me misturar as cores e sujar uma tela virgem. Não há pureza, para quê fingir? O mundo não nos fez inocentes, ou melhor, se calhar fez, nós é que não aguentamos muito nessa pureza.
Hoje apetece-me ser a pior imagem que podem ter de mim. Cobrar o prazer que te der, fazer de ti o que eu bem quiser, não dizes nada, hoje quem fala sou só eu, e é para te dar ordens.
Hoje não vou ser pau mandado de ninguém. Vou viver a minha vida, vou ter o meu prazer, vou fazer vingança e vou-te deixar sem nada. Sou mulher, respeita-me. Submeto-te a tudo, porque hoje quem manda sou eu.
Era bom não era?

sinto-me: esmagadora
música: kittie-Do you think I'm a Whore
conteúdo explícito: , , , , , ,


miko @ 16:06

Dom, 13/04/08

 

Sinto-me diferente. Estranhamente sensual, capaz de te dominar com um simples olhar sedento de desejo. Estou capaz de matar esta fome insaciável de prazer. Sinto-me diferente.

 

O corpo não me obedece. as mãos trémulas sentem necessidade de tocar na pele. O meu pescoço parece nunca ter estado tão suave. Relaxo, deito-me calmamente como se o mundo não acabasse, como se o tempo parasse e apenas existo eu e eu. Apetece-me amar, tocar-me, sentir-me, tenho um desejo de mim que não consigo explicar. As minhas mãos parecem mesmo não querer obedecer-me, preenchem cada centímetro de mim. Subitamente um arrepio. Fecho os olhos e penso em ti, onde estás, o que estás a fazer, se também tu te desejas no mesmo instante que eu. Descubro pontos sensíveis, quentes, húmidos, deliciosamente prazerosos. Desejo-me, desejo-te. Mordo os lábios enquanto uma onda de algo inexplicavelmente bom percorre o meu corpo. Enquanto uma mão descobre lugares perdidos, a outra contorna as curvas das ancas, do peito. Sinto-me no céu, imagino-te a passares pelo mesmo, imagino os teus lábios a fazerem o percurso da minha mão, e ainda imagino a tua língua a descobrir os pontos onde está a outra. O calor e o húmido do meu corpo aumentam, mais uma vez o meu corpo abandona-me, saio de mim e...

 

...

.....

Encontro-me e sorrio como uma criança que acaba de comer um doce!


música: Nine Inch Nails-Closer
sinto-me: com desejos talvez
conteúdo explícito: , , , ,

miko's

 

Porque não tenho de estar sempre bonita, jeitosa, radiante e sorridente.
Não tenho jeito para essas coisas!

 

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


subscrever feeds
blogs SAPO