miko @ 15:21

Seg, 06/10/08

"Não quero, não quero ter que me levantar agora. Não hoje, não, nunca! Porquê? Para quê? Não quero ter que te acordar, dormes tão profundamente aqui...Ainda é cedo. É sempre cedo quando me separo de ti. Vamos ficar a dormir juntos para sempre, o mundo lá fora não precisa de nós."

Depois deste pensamento inultimente tive que me levantar, acordar-te, e dar início ao dia que eu não queria que existisse nunca. Sempre que ele chega começa da mesma maneira: os dois em silêncio, raramente os nossos olhares se cruzam, até chegar uma altura em que nem eu nem tu conseguimos conter as lágrimas e nos agarramos, apertamos à espera que o mundo pare e fiquemos assim.

Depois do pequeno almoço e arrumar as coisas, levou-me até à estação do metro. Faltavam precisamente 30 minutos para o próximo metro e 45 para o comboio que me levava de volta. Ligou ao pai para ver se nos podia levar à estação. Lá fez esse favor. Quando chegámos faltavam precisamente 3 minutos para a partida e ainda tinha que comprar bilhete. Largou a minha mão e correu para a belheteira. Voltou rapidamente, faltava 1 minuto. Entregou-me o bilhete e deu-me um curto beijo. A porta fechou-se separando-nos por tempo indeterminado.

 


sinto-me:
música: aquela musica que me faz chorar

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



miko's

 

Porque não tenho de estar sempre bonita, jeitosa, radiante e sorridente.
Não tenho jeito para essas coisas!

 

Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

14
16
18

20
22
24
25

26
28
31


subscrever feeds
blogs SAPO